11 março 2006

Hoje eu queria levar uma picada. E que essa picada viesse leve, sem ser percebia e que seu efeito fosse aos poucos: primeiro um braço tremendo, depois os pés sem firmeza, em seguida um frio na barriga constante e por fim uma alteração da visão, como se tudo ao redor ficasse coberto de névoa e quando já não existisse mais cura, eu já não seria dona de mim.
Se não for picada, poderia ser um gás fatal e não letal, que me atordoasse os sentidos, que causasse os mesmos efeitos da picada, só que com mais gravidade e mais rápido. Poderia também contrair a doença que muitos pegam e que não é, mas deveria ser, contagiosa. Poderia até ser um comprimido, dos grandes, que eu tanto tenho dificuldade em engolir mesmo quando são pequenos, que me desse o tremelique, o suar nas mãos, a vista embaçada. Ou ainda topar com um vento que me sacudisse ou uma chuva que me despertasse para o sonho, para o que muitos buscam, para o que eu adoraria encontrar, para o que não dá mais para esconder: amor.
É isso que queria que me levasse da vida pequena e medíocre, da coisa mesquinha de me ter para mim mesma e me colocasse diante de um par de olhos transparentes e profundos que codificassem os meu olhos numa piscada. Que fosse possível nosso coração bater descompassado, depois calmo e ainda no nosso ritmo, no tom na música que seria nossa. Que as mãos se tocassem com calor e principalmente que nossas almas se aquecessem.
Por picada, gás, doença, comprimido, por o quer que seja, experimentar o amor com coração e alma livres é tudo que eu quero agora.

5 comentários:

Lica disse...

Miroca,
Imagino o q estas sentindo, quanto tempo quis o mesmo!
E te digo que vale cada segundo da espera, pq qd chega é sempre perfeito!
Que venha este tão aguardado amor!
Estou na torcida...de verdade!
Um grande abraço
LICA

disse...

O que a Lica disse é a mais pura verdade.
Eu mesma, por muitos anos tive esse mesmo anseio em encontrar o amor - mas claro nunca consegui expressá-lo tão poeticamente - talvez, porque não soubesse que o era esse vazio que sentia.
Quando o amor chega, nos toma completamente de surpresa e vira nossa vida de pernas pro ar.
Eu não estava preparada... mal conseguia formular pensamentos parecidos com esse que vc consegue descrever com tanta certeza, e que sentia, mas não sabia que sentia. Portanto, cara Miroca, o que eu tenho a te dizer é que, se eu, tapada do jeito que sempre fui, estou conseguindo lidar com essa coisa maravilhosa que é o amor tão bem, você que já me parece tão preparada para sua chegada, vai tirá-lo de letra...

bjos!

Ah, enquanto vc espera pela sua picada, se aventura com as picaduras... ahahaha

*Bia* disse...

Miriannnnnnnnnn!

Que saudade!

Não sabia que vc era poeta heim? Pelo que pude ver aquele que te espera se deu bem... Lindo o que vc escreveu... muito MIRIAN... hehe

Continue assim: linda!

e trata de vir pra cá logo...

Beijos!

*Bia* disse...

Uma música do BELLE, BELLE, BELLE & Sebastian pra ti.... linda e propícia!

"I went looking for my darling,
I went looking for a sign
and I found her in the morning, somewhere in the back of my mind

I'm not what I could be, I need a true love
I went looking and I found one

The wrong girl
The wrong kind
The wrong hand to be holding
The wrong eyes to go searching behind
The wrong dream to have on my mind"

BJIM!

mírian disse...

Bia, querida, não tinha visto seu comentário, que bom que gostou e que esteve por aqui, volte sempre, querida!

Obrigada pela música!

Bjs