06 maio 2015

Mind Blowing!!!!

Aqui só pra registrar que hoje, 06 de maio de 2015 foi o dia em que minha mente simplesmente explodiu! E foi uma explosão linda! Mais uma vez estou mudando a resposta de o que você quer ser quando crescer. Porque não é isso que importa, o que importa é como eu quero viver quando eu crescer. Sim, eu quero ter um trabalho interessante, que me de uma renda bacana. Mas eu também quero conhecer o mundo, curtir o fim de semana, estar mais perto dos amigos, mesmo vivendo em paises diferente. E sorte minha, nasci bem a tempo de viver essa revolução maravilhosa no nosso jeito de interagir uns com outros, na maneira de trabalhar, vestir, viver, comer, fotografar e ser alguém na vida. Sim, eu estou começando a ver uma maneira diferente de tornar meus sonhos possiveis. E amem aleluia, é uma maneira transformadora, nova e outside the box pra mim, que no fundo no fundo sempre quis rasgar essa caixa e fazer um origani com ela.
Hoje aqui, só pra registrar que depois de muito tempo, minhas asas da cabeça estão batendo otimistas por um novo, brilhante e lindo futuro. Pra registrar que tudo o que eu sempre fui e quis ser irá finamente colidir numa coisa só. Provalmente não amanhã, mas muito em breve.

See ya!


mirian.

04 agosto 2014


Procrastinação é uma palavra feia e comprida demais, além de um hábito corrosivo, do qual eu tento me libertar.
Os dois textos digitei no Notes do meu celular com a melhor das intenções. Era só rever detalhes e colocar aqui, mas nunca publiquei, porque fui deixando pra amanhã e amanhã e amanhã. No meio dessa bagunça, achei também um "note" que, incrivelmente, junta estes dois textos usando só a pura e simples realidade de um momento, que tive que publica-lo também. São de épocas tão distintas e inspirações tão diversas que acabaram por contar uma história, colocados juntos.
Fica aqui minha colagem.

mirian.
Abril de 2012 (2 meses antes de ficar gravida)

Ouvindo Casuarina, tomando um café, sentada no meu vôo rumo a Salt Lake City, onde vou conhecer o primeiro filho de uma amiga-irmã. Os trinta batendo a porta e parece que é fazer 18 anos de novo, mas dessa vez sem as ilusões, só a gana de se jogar nessa nova aventura. Trinta marca, parece um inicio, mais que uma continuidade. Mas os olhos estão mais abertos, mais receptivos às falhas, aos limites, ao que eu realmente sou e ao o que pode ser feito disso tudo. Muita água correu por debaixo da ponte, os sonhos que ainda permanecem são os verdadeiros, os que se realizaram me completaram e os que apareceram no decorrer, me fizeram mais feliz.

Aprendi a desfrutar os momentos, ter mais paciência.
Engordei, o corpo mudou de ritmo.
Amadureci, mas sem ter a pretensão de ser totalmente madura, sei que isso só vai (e se) acontecer lá pelos 80. E mesmo assim me sinto menos adulta do que me imaginei com 30 aos 18 anos.
Sem filhos e sem muita vontade de te-los, no momento. Por egoísmo assumido e puro. Não sei se quero amar alguém mais que a mim mesma. Medo do amor incondicional? Talvez. Nem sei se quero a experiência aliem de ter alguém dentro do meu corpo e, mais egoísta ainda, não estou com muita disposição de dar meu tempo por completo. Ou seja, o relógio biológico quebrou feio!
Ah, mas os sonhos ainda brotam, as asas ainda batem e tudo parece mais calmo e mais próximo.
Duvidas, um milhão delas, mas as certezas estão mais solidas, ainda que nada tenha que ser definitivo. Só as amizades, essas sim eu quero que sejam imutáveis!
Viver é bom.

mirian.

Junho de 2013

Olhando meu bebê me dou conta que aprendo muito mais com ela que ela comigo.

O fascínio dela com o ventilador de teto por exemplo. Ela fica ali admirada, rindo, concentrada no gira girar. E eu penso, que bonito isso, ver o encanto das coisas simples. De colo não se precisa muito, qualquer coisa pode nos trazer um riso espontâneo.
O jeito que ela olha pra casa todos os dias com um ar de surpresa,  como se estivesse vendo algum detalhe novo no que já viu antes. Se a gente desse uma olhada mais esperta pros objetos, paisagens, pessoas e lugares do nosso dia a dia, iríamos ver algo novo sempre!
E quando ela segura a macaquinha de pano e põe direto na boca. A macaquinha é pra segurar, abraçar, fingir que fala, mas ela pensa "outside the box" e põe na boca. "Mamãe, é preciso pensar criativo, dar mais utilidade as coisas, renovar o pensamento antigo, rever os valores as vezes, aceitar o novo, se abrir pro diferente, sair da mesmiçe, a vida é curta pra pensar velho, você sabia, né?"
E ela baba, olhando pro teto, rindo a toa, a baba até pinga. Ai eu olho e... Ai eu olho e não consigo ver nenhuma comparação, nenhuma inspiração me vem. Acho que babar é coisa só pra neném mesmo. Voltemos ao ventilador no teto.

mirian.
Setembro de 2013

Rough spots on skin. How do I know she doesn't have eczema?

Discharge (white, clear) scratching her diaper. How we know she doesn't have UTI?

When to give fever meds? How high?

Traveling to Brazil.

Picking her up and hearing "cracks"

Position when sleeping. Sleeping w the belly down / on her side

Is there anything dangerous she can do to herself? Specially when sleeping?

Neck when sleeping on car seat

Walker. Is it recommend?

Home air quality

Swimming. When is it safe to start?

23 setembro 2013

24 julho 2011

Quero ser bailarina. De qualquer tipo de danca. Preciso sonhar menos e agir mais. Tenho que escrever mais e pensar menos.

mirian.

30 junho 2011

Como o tempo passa! Meu ultimo post eh de mais de 1 ano atras! Fucando por aqui, reli textos que lembro de "como se fosse ontem", mas sao de 2009! Continuo escrevendo mentalmente, mas ainda nao desevolveram uma tecnologia capaz de trasnferir os textos pra ca. Ou sera que desenvolveram e eu nao to sabendo?
Efim, esta semana cada noite teve uma sensacao diferente, nao vou explicar muito, mas em uma, saber da morte de alguem me deu tristeza, na outra me alegrei porque amigos existem e eu posso ter sido util a alguem. No fim de tudo, percebi o quanto a vida eh boa se estiver com olhos e coracao abertos.
Um passarinho fez um ninho na guirlanda que tenho na porta, me disseram que isso eh presagio de boas noticias. Tive uma ideia nova de carreira e tem tudo pra dar certo. Cada dia uma coisa diferente acontece e essa eh a dinamica da vida. Escrever me faz sentir inteligente e me alegra. Descobri que ha mais coisas a se preocupar que os kilos a mais na balanca. Posso ser tudo o que quero se nao for preguicosa. E por fim, como promessa de meio de ano, prometo escrever mais no meu blog e bater bem forte todas as asas da minha cabeca ;)


mirian.

12 maio 2010


Malinhas no closet esperando pra se encherem de ropas e sapatos. Coracao na garganta esperando a hora de baixar em Guarulhos. Cabeca a mil programando as ferias mais desejadas da vida. Quem diria a viagem mais esperada seria a de volta pra casa? Marido na internet tentando de ultima hora aprender portugues. Sorriso na cara ja imaginado as mil conversas com os amigos. Agua na boca pensando em churrasco, pastel e caipirinha. Cada dia eh um dia menos de espera e um dia a menos pra fazer tudo que tem que ser feito antes da partida, mas eh ai mesmo que a emocao mora! Ah, a vida eh boa... =)
mirian

20 março 2010

Hoje eu quero sair so! Nao demora eu to de volta, vai ver se eu to la na esquina, devo estar.
Brasil, que saudade! De vizinho barulhento, de sinais de vida em toda a parte, de gente. Gente que posso ligar num sabado tedioso, que posso colar junto e ir tomar uma na esquina, na calcada de casa, nos fundos do quintal. Ah, saudade de ser brasileira *caralho*puta que pariu*que porra e essa*!!! Ja deu minha hora e eu nao posso ficar. To chegando brasileirada, pra recuperar todo o balanganda, o ziringuidu, o balacubaco, pra rodar uma baiana, pra ser de novo parte do povo mais bonito do mundo. Bye bye monotonia, gente palida, sem sal, sem pimenta, a lua me chama eu tenho que ir pra rua. Chega de falar essa lingua enrolada, bora pro meu portuguesinho suave, cantante, alegre e gostoso de falar. Ah, vou falar tanto, comer tanto, respirar tanto o ar leve e quente da rua que me viu crescer, que me viu partir tantas vezes e que sempre vai me ver voltando e me receber bem. Nenhum lugar do mundo nunca vai saber mais de mim que suas calcadas... A lua me chama, eu tenho que ir pra rua... Tchau.
mirian/Lenine (Hoje eu quero sair so)